Como tirar um visto de estudante na Irlanda

17 Flares Twitter 0 Facebook 15 Google+ 2 Pin It Share 0 Filament.io 17 Flares ×

Visto de estudante

Hoje em dia, quase todo mundo conhece alguém que já estudou, está estudando ou pensa em ir estudar inglês na Irlanda. Não, não é por que a galera descobriu os encantos da Ilha Esmeralda. Apesar de bem charmosa, se for colocar as vantagens de localização, cultura cosmopolita e tantos outros atributos, a Irlanda perde feio para países como a Inglaterra, EUA e Austrália. Porém, tem uma vantagem fantástica que leva todo esse povo pra lá: a facilidade de conseguir o visto de estudante. Diferente dos países citados, teoricamente você só precisa se preocupar com o visto quando chega na Ilha. Além disso, contratando um curso de inglês por seis meses você terá direito a um visto de um ano (stamp 2) e poderá trabalhar legalmente meio turno (20h semanais) enquanto estiver estudando e em turno integral (40h semanais) no período de férias.

Digo teoricamente, pois há uma série de documentos necessários para entrar na Irlanda. Mas nada comparado a burocracia de comprovação de renda altíssima, entrevistas no consulado e afins para estudar na Inglaterra, por exemplo. Se estiver pensando em passar um ano por lá, precisa do seguinte:

  • Passaporte válido (dã!)
  • Carta de confirmação da escola. A Letter Of Acceptance é um documento enviado pela escola na qual você está matriculado comprovando que o curso está pago e o resto está dentro dos conformes. O curso precisar ser de no mínimo 15h semanais.
  • Seguro de Saúde.
  • € 3 mil.
  • Endereço na Irlanda. Geralmente quando os estudantes chegam ficam em casa estudantil ou em casa de família. Mas pode ser apresentada uma carta convite de amigo também.

A entrada no país é relativamente fácil. Na imigração, você vai apresentar os seus documentos e o funcionário vai te fazer uma ou duas perguntas, tirar uma foto sua e carimbar no seu passaporte o visto provisório. Esse visto dá 30 dias para você arrumar a documentação necessária na Irlanda e ir até o departamento de imigração, o Garda National Immigration Bureau (GNIB), tirar o seu visto de um ano permanente, o GNIB.

Visto de estudante
Visto provisório de 30 dias

A partir daí, é quase que uma maratona. Você precisa providenciar mais uma série de documentos e devido a burocracia em alguns passos, pode levar mais de um mês. Até lá você não deve gastar os seus € 3 mil, portanto sempre leve mais para sobreviver a esse primeiro mês.

Para conseguir de fato o seu GNIB, você vai precisar desses documentos:

  • Carta da escola. Sim, de novo. Mas dessa vez a escola precisa endereçar uma carta, dizendo que você está realmente matriculado lá, diretamente ao departarmento de imigração. A escola tem que te dar uma cópia dessa carta. Faça essa solicitação já no primeiro dia que for a escola e fique em cima. Eu tive problemas com isso e quase não consegui meu visto por que o GNIB não tinha recebido o tal documento.
  • Passaporte (dã²!)
  • Extrato bancário. Aqui está uma das principais dores de cabeça dos estudantes na Irlanda. Não é difícil conseguir, mas o processo é chatinho e tem uma série de vai-e-voltas. Primeiro a escola te dá uma carta de recomendação para abertura de conta no Banco. Cada escola trabalha com um banco e um agência específica. A minha conta foi feita no Bank of Ireland da College Green, bem no centro. Depois você tem que ir no banco com um comprovante de residência e a carta de recomendação da escola. O comprovante de residência é a pegadinha. Como a maioria fica em casa de estudante no início, têm bancos que não aceitam comprovantes de determinados endereços. Então, você tem que estar alocado numa casa permanente antes de ir até o banco. Como eu consigo o comprovante de residência? A escola, novamente. Eles te enviam uma carta, que você leva ao banco como comprovante de endereço. Bom, você conseguiu que o seu endereço fosse aceito e abriu a conta. O que fazer? Esperar a conta ser, de fato, aberta. Isso. Ela não é aberta instantaneamente. Pode levar cerca de 48 horas. E você achou que burocracia era só uma coisa brasileira, ãh? Aí você volta no banco, verifica a abertura da conta e pede seu cartão de débito. Eles enviam o cartão e a senha (separadamente, claro) para o seu endereço. Só quando você estiver com tudo isso em mãos vá ao banco, deposite o dinheiro e peça o seu extrato. Por que esperar o cartão para depositar? True story: um amigo meu quis acelerar o processo e depositou antes. Por algum desses azares do destino o seu cartão (ou sua senha, não lembro bem) se perdeu no caminho e limparam a conta dele. No fim das contas ele conseguiu reaver o dinheiro, mas não sem muito estressse antes. Então, seja paciente.
  • PPS (Personal Public Service) é uma mistura de CPF com PIS. Você precisa ter para conseguir trabalhar legalmente na Irlanda e é pré-requisito para conseguir o visto. Para fazer é um pouco mais simples. A escola (de novo) te dá uma PPS letter solicitando o documento. Você vai até o escritório do Social Welfare Local Offices dá sua região com a documentação básica (passaporte e carta da escola). Você deve perder um turno nesse processo. A espera é o que pode demorar mais. Quando eles te chamam é rápido. Você já terá preenchido um formulário e o atendente pode te fazer algumas perguntas básicas. Ele te dará um protocolo com o número da solicitação e o prazo para que o documento chegue na sua casa. Leva em média 10 dias. Você não precisa da conta bancária para dar início a essa solicitação.

    Visto de estudante
    Documento necessário para arrumar emprego na Irlanda
  • Comprovante do seguro de saúde. Esse é fácil, você já tem!
  • € 300. Sim, o GNIB tem um custo. Você pode pagar com cartão (débito ou crédito) ou em boleto bancário. Pagando com cartão ele fica pronto na hora. Como a imigração já terá analisado sua documentação nesse momento, você pode tirar dos seus € 3 mil o valor para pagar o visto.

Depois que tiver tudo isso em mãos, vá até o escritório do GNIB ( endereço 13-14 Burgh Quay – Dublin 2. Horário de funcionamento: de segunda a quinta-feira das 9h às 22h e na sexta das 9h às 16h). Vá cedo pois o atendimento é por ordem de chegada. Enquanto espera ,você preenche um formulário. Quando for chamado, mostre os seus documentos. Estando tudo ok, o atendente recolhe o valor da taxa e tira uma foto sua. Em poucos minutos você estará com o o seu GNIB em mãos!

Visto de estudante
O visto de um ano atualizado no passaporte

Eu cheguei na Irlanda no dia 17/11/10 e consegui o meu GNIB no dia 13/12/10. Bem ali no tempo dado pela imigração.

Visto de estudante
O cartão tão desejado
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 comentários em “Como tirar um visto de estudante na Irlanda”

  1. Oi, bem explicado, obrigada!

    E vc trabalhou enquanto esteve lá? É fácil arrumar um emprego meio período?

    Obrigada!

    1. Oi, Mari!
      Eu trabalhei como au pair por lá. Em breve vou contar por aqui essa experiência. Esse tipo de emprego tem bastante. Agora confesso que não sei bem como está o mercado, mas fazendo bastante contatos é possível arrumar trabalho sim.
      Abraço!

  2. Excelente post, Mariana! Bastante esclarecedor e detalhado.

    Uma dúvida: ter uma graduação (em Administração) no Brasil influencia de alguma maneira na hora de conseguir um emprego na Irlanda ou o nível do inglês conta mais? Te pergunto pois pretendo realizar o intercâmbio de 1 ano mas ainda não concluí a faculdade.

    Um abraço e muito obrigado!

    1. Oi, Bruno! Que bom que gostaste do post
      Então, depende muito quais são as tuas intenções. Se é só ir um ano para aperfeiçoar o inglês, te diria que não faz tanta diferença. O mercado é (era) mais aberto para o pessoal de TI com formação. Salvo exceções, é bem provável que vá trabalhar nos chamados subempregos e nesse caso conta muito mais as tuas relações com outros estudantes e a cara de pau mesmo.
      Agora se a tua ideia é ir para ficar mais, aconselharia a concluir a graduação, para poder ter essa possibilidade de crescimento. Um amigo meu, que foi para lá na mesma época, formado em administração, só conseguiu colocação na área depois de três anos batalhando bastante. Claro que não é uma regra. Mas conseguiu e hoje está super bem e feliz.
      Espero ter ajudado.
      Abraço!

  3. Obrigado pela resposta, Mariana!

    Então, a ideia inicial é o aperfeiçoamento do inglês plus ter uma experiência de trabalho no exterior (mesmo que nos ditos sub-empregos) plus viajar e conhecer o máximo de países da Europa, tudo isso no período de 1 ano. PORÉM, tenho um pressentimento de que não vou querer voltar para a “pátria amada, Brasil” após essa aventura…

    Se eu pedir teu e-mail particular pra te encher o saco com zilhões de perguntas e dúvidas, tu me passa?

    Valeu! Beijos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *